Bem vindo ao site do STRUP

AOS TRABALHADORES DAS EMPRESAS PRIVADAS DE PASSAGEIROS

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

RETOMAR A LUTA PELOS SALÁRIOS E CONTRA O AUMENTO DO HORÁRIO DE TRABALHO E PELA DEFESA DA CONTRATAÇÃO COLECTIVA.


As relações de trabalho nas empresas privadas de transporte rodoviário de passageiros, continua a caracterizar-se, hoje, por um modelo de baixos salários e pela tentativa de consolidar uma medida de aumento do horário de trabalho, através da imposição do chamado tempo de disponibilidade, numa acção concertada da ANTROP e patronato do sector.

A Associação patronal diz-se disponível para negociar a questão do tempo de disponibilidade, mas quer fazê-lo a partir da sua aplicação e nos termos por ela impostos, não atendendo á reivindicação dos trabalhadores, de suspensão desta medida como condição para qualquer negociação da organização do tempo de trabalho.

O que o patronato pretende é, ter mais um mecanismo para redução dos custos do trabalho, no seguimento da oferta que o governo lhe fez de redução do pagamento do trabalho extraordinário, que lhe permitiu ficar com milhões de euros que são dos trabalhadores.

LER COMUNICADO COMPLETO

scroll back to top
Actualizado em Segunda, 06 Outubro 2014 13:40
 

GREVE NO METROPOLITANO DE LISBOA

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

greve do metro

Grande luta dos trabalhadores do Metropolitano Lisboa, plenário realizado às 03h00, numa demonstração clara de união e determinação para a luta. É assim mesmo companheiros, a luta é o caminho.

scroll back to top
Actualizado em Quinta, 25 Setembro 2014 10:10
 

DESCANSOS COMPENSATÓRIOS

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

descanso compensatrio

Trata-se de mais um acordo feito por um trabalhador filiado no STRUP, sobre os créditos vencidos relativamente aos descansos compensatórios. Desta vez um trabalhador da Frota Azul – Algarve.
Este trabalhador, entendeu não ir a julgamento e optou por fazer acordo com a administração da empresa. Recebeu o seu cheque no valor de 2.500 euros e ficou satisfeito.
O STRUP também ficou satisfeito porque é mais um trabalhador a somar às largas centenas de outros trabalhadores que receberam o que lhes era devido.
Entretanto a soma atual dos processos individuais colocados pelo STRUP em tribunal e ainda não julgados ascende os  6 milhões de euros.

COMO SEMPRE DISSEMOS:
1 trabalhador
1 Processo
Contas feitas… DINHEIRO NO BOLSO

scroll back to top
Actualizado em Quinta, 25 Setembro 2014 10:11
 

AOS TRABALHADORES DA SCOTTURB

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

scotturb

Organização dos Tempos de Trabalho

Por muita confusão que isto crie a algumas pessoas, a organização dos tempos de trabalho sempre foi feita tendo em atenção as regras consagradas no Acordo de Empresa:
No período de refeição terá de ser respeitado o período mínimo de 1 hora e máximo de 2 horas. Acresce a esta regra o tempo de trabalho consecutivo ou seja, nem mais de 5 horas nem menos de 3 horas, cabe aos trabalhadores fazerem respeitar estas regras ou denunciar o seu incumprimento.

LER COMUNICADO COMPLETO

scroll back to top
Actualizado em Quinta, 25 Setembro 2014 10:01
 

AOS TRABALHADORES DA CARRIS, CARRISBUS E CARRISTUR

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

carris.1carrisbuscarristur

HÁ MAIS QUE MOTIVOS PARA OS TRABALHADORES DA CARRIS REINICIAREM DE IMEDIATO UM PROCESSO DE LUTA, TAMBÉM COM RECURSO À GREVE

Não restam dúvidas que o governo está a preparar de forma acelerada, o processo de concessão a privados, da Carris e com ela das empresas associadas.
Assim e antes de se entrar em atentismos perigosos, sobre a forma de participação da autarquia na gestão do sistema de transportes públicos, (questão que pode e deve ser aprofundada depois) aquilo que interessa e desde já, é exigir o cancelamento imediato deste processo, como e bem concluem as CT’s das empresas alvo deste processo (Carris, Metro, STCP,CP, Transtejo e EMEF), na reunião que tiveram no passado dia 12/09.
É uma completa falácia a igualdade de condições entre uma autarquia e os privados, num concurso a um processo de concessão, em 1º porque o objectivo da 1ª é o interesse público e o dos segundos é o lucro. Por outro lado, uma autarquia tem obrigações de transparência no seu processo de decisão que tornam inevitável que todos os seus «concorrentes» conheçam de antemão as suas propostas e transformam numa anedota o «concurso», e razão que se sobrepõe a todas estas é porque é conhecido de há muito, o objectivo do governo de preparar a entrega aos seus “amigos” do privado e se servirem do hipotético “diálogo” com a CML, como “cortina de fumo”.

LER COMUNICADO COMPLETO

scroll back to top
Actualizado em Segunda, 22 Setembro 2014 09:04
 


Pág. 1 de 7
Faixa publicitária
Faixa publicitária

Autenticação


Utilizadores on-line

Temos 10 visitantes em linha

DESTAQUES FECTRANS

PT – Um exemplo de a quem serve a privatização de uma empresa estratégica para o País.
O volume de notícias que, diariamente, são divulgadas acerca da PT, demonstram o que pode acontecer a qualquer empresa, em que através das privatizações/subconcessões, a função de prestação de um serviço público e social, seja alterada para um instrumento ao serviço da especulação e operações financeiras no interesse dos grande grupos económicos e financeiros, como se verificou com o escândalo da “oferta” de cerca de 900 milhões de Euros à Rioforte.

DESTAQUES CGTP-IN

Dia Europeu de Combate ao Tráfico de Seres Humanos
O Dia Europeu de Combate ao Tráfico de Seres Humanos (18 de Outubro), visa promover a sensibilização da população em geral e dos governos europeus em particular, para a necessidade de se pôr termo a este crime contra a humanidade. Segundo o Observatório do Tráfico de Seres Humanos, em Portugal, nos últimos dois anos, as situações de tráfico para exploração laboral foram superiores ao tráfico para exploração sexual.
Trabalhadores da Postejo levam luta à sede da empresa
Os trabalhadores da POSTEJO-Pré-fabricados de cimento, em greve desde o dia 15, concentraram-se, hoje, às 10 horas, na sede da administração da empresa, em Mem Martins. Estão em luta pelo pagamento dos subsídios de férias e de Natal em atraso, o pagamento das diuturnidades vencidas em atraso e por melhores condições de segurança e higiene no local de trabalho.

..:: Protocolos STRUP ::..